•  segunda-feira, 26 de outubro de 2020

10ª Virada Sustentável em SP tem programação gratuita e ocupações artísticas pela cidade

A 10ª edição da Virada Sustentável São Paulo começa nesta quarta-feira (16) com intervenções urbanas nas cinco regiões da cidade, discussões sobre sustentabilidade, palestras e participação de nomes como Elza Soares e Preta Gil.

Para chamar atenção a temas como o aquecimento global, o Largo da Batata vai receber a intervenção “Eggcident”, idealizada pelo artista holandês Henk Hofstra e composta por ovos fritos gigantes estalados no asfalto.

O coletivo Cem Minas na Rua vai reunir 22 mulheres para grafitar 150 metros lineares de murais da região da Lapa, na Zona Oeste, na terceira semana do evento.

A abertura da Virada será marcada pela projeção da mensagem “Juntes Recriamos o Futuro”.

As projeções em empenas de vários prédios da cidade serão executadas pelo coletivo Projetemos. As mensagens serão exibidas simultaneamente em São Paulo, Salvador, Fortaleza, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Manaus.

As frases são resultado de reuniões de cocriação virtuais sobre desejos de futuro que reuniram centenas de organizações e personalidades.

A programação inclui palestras com a economista Kate Raworth, criadora da “Economia Donut”, e o arquiteto William McDonough, referência mundial em economia circular.

O Dia Internacional da Paz, celebrado no dia 21 de setembro, contará com uma meditação global unindo diversas filosofias do conhecimento humano. Dentre as presenças confirmadas estão Monja Coen (Zen Brasil), Deva Premal & Miten, a mestre indiana Preethaji (O&O Company), entre outros.

Outro destaque da programação é a parceria inédita entre Memorial Inumeráveis e VJ Suave que farão uma homenagem aos indígenas vitimados pela Covid-19.

O evento promove no dia 30 de setembro uma programação intensa sobre diversidade iniciada pelo painel “Isolamento e Empreendedorismo – a vida das mulheres na pandemia”, às 17h, seguido pela conversa com Elza Soares, às 18h, sobre a existência e resistência da mulher negra.

De acordo com André Palhano, um dos idealizadores do evento, a comemoração dos 10 anos da Virada Sustentável SP acontece em um momento de pandemia, que torna ainda mais necessário o pensar sobre o coletivo, sobre os limites do nosso planeta e sobre para onde estamos caminhando.

“Acredito que o respeito ao meio ambiente, o consumo consciente, a diversidade irrestrita, a luta contra a desigualdade social e o cuidado com a saúde são as frentes que constroem um futuro mais sustentável a partir do indivíduo, e por isso, adotamos estes temas como pilares desta edição”, disse em nota.

G1

Ler Anterior

Adolescente que atirou e matou Isabele é internada em unidade socioeducativa por determinação judicial em MT

Ler Próxima

Ciclista é atingido por caminhão em rodovia de Jundiaí