•  segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Coronavac se mostra segura na fase-3. Doria quer vacinação já em dezembro

O Coronavac, se mostrou seguro em testes feitos com 50 mil voluntários na China. Os efeitos colaterais foram poucos, cerca de 3% dos participantes sentiram dor leve no local de aplicação e 0,2% estado febril.

No Brasil, desde quando os testes da vacina começaram, não aconteceu nenhum registro de reação adversa grave nos mais de 5.600 testados.

Segundo o Governador do Estado, João Doria, a vacinação deve começar já na segunda quinzena de dezembro.

“Agora, devemos aguardar a finalização dos testes e aprovação da Anvisa. Mas já em dezembro, na segunda quinzena, poderemos iniciar a vacinação de acordo com critérios adotados pela secretaria de saúde e dentro do protocolo do Ministério da Saúde. Os primeiros a receber, obviamente, serão médicos e paramédicos”, anunciou o governador.

O governador João Doria confirmou o primeiro lote de 5 milhões de doses para o dia 5 de outubro. São Paulo deve receber outras 46 milhões de doses da vacina até 31 de dezembro e até 28 de fevereiro esse número deve atingir 60 milhões – o que seria suficiente para imunizar todos os paulistas.

 

 

Ler Anterior

Veja todas as mudanças aprovadas na lei de trânsito

Ler Próxima

Itupeva está há 16 dias sem mortes pelo COVID-19 e passa a marca de mil e quatrocentas pessoas recuperadas