•  quinta-feira, 22 de abril de 2021

Com menos tempo de prova, jundiaiense é vencedora do Masterchef Brasil

Na final da competição culinária Masterchef Brasil, da Rede Bandeirantes, a jundiaiense Dayanna Gizella (33) foi a vencedora e trouxe o troféu para casa.

Com a paixão pela cozinha no sangue, sua a avó ex-chef e o pai foi empresário do ramo culinário, Dayanna mostrou que também tem o talento da família. Ela conta ainda que o pai, que morreu há 9 anos, foi deixado quando bebê em cima de uma das mesas do restaurante da avó, que o adotou. Assim, Dayanna sente que a cozinha a aproxima dos dois.

Dayanna é formada em Ciências Contábeis pela Faculdade Anhanguera, de Jundiaí e é bispa na Igreja Cristã Pentecostal Nova Vida, na cidade. Porém, não encontrou o que queria na contabilidade e agora planeja focar na culinária. “Tenho vontade de voltar a estudar, fazer uma pós ou algo do tipo. Penso em algo relacionado a culinária porque é muito bom ser elogiado por algo que você já faz, mas ter técnica também é interessante”, contou.

Desafio

Na rodada final, todos os participantes receberam 1 hora para finalizar o prato, com o tema “comida de rua”, mas Dayanna só recebeu 45 minutos. A decisão foi tomada pela participante Érika, que foi a melhor colocada na primeira etapa e decidiu tirar 15 minutos de prova da jundiaiense.

O prato escolhido por ela foi caldo de mandioquinha, chips de batata e cocadinha brûlée de sobremesa, que ela disse ter aprendido com o pai. “O caminho escolhido para cozinhar hoje me trouxe muitas lembranças do meu pai, que também era chef. Ele fazia muitos caldos. A batata aprendi assistindo ao programa, mas nunca havia feito, assim como o doce”, contou.

O jurado Eric Jacquin a aconselhou a não fazer o caldo, devido o tempo menor, porém Dayanna seguiu com sua ideia inicial e surpreendeu os chefs.

“Falei para ela não fazer os três pratos, ela não me obedeceu e eu detesto isso. Mas ela estava certa”, comentou Jacquin, ao final do programa.

Assim, a comida da participante agradou todos os jurados. Ao receber as parabenizações, Dayanna diz ter se lembrado do pai. “Foi como cozinhar para ele, que nunca provou da minha comida, mas me ensinou muita coisa”, disse.

O prêmio, além do estimado troféu, inclui uma série de presentes que inclui R$ 10 mil. Perguntada sobre o que faria com o dinheiro, Dayanna contou que vai comprar uma nova máquina de lavar. Isso porquê a sua havia quebrado, o que quase a fez desistir de participar do Masterchef Brasil.

“Há cerca de um mês, a minha máquina quebrou. Um dia antes de vir ao programa, lavei muita roupa e torci tudo na mão. Senti bastante dor e achei que isso pudesse me atrapalhar, mas deu certo”, explicou.

Agora, Dayanna traz para a casa, onde vive com o marido, Elias, e os três filhos, Maria Eduarda (11), Ana Luiza (8) e Joaquim (2), a celebração da vitória tão esperada. “Mostrei que vale a pena persistir e buscar outros caminhos”, concluiu.

 

 

(Tribuna de Jundiaí)

Ler Anterior

Covid-19 / Itupeva – 27/10/2020:

Ler Próxima

Ligação entre 14 de Dezembro e Samuel Martins será entregue até o fim do ano em Jundiaí