•  sábado, 26 de setembro de 2020

Consórcio pode ser alternativa para quem quer fazer cirurgia estética ou reparadora

Quando se fala em consórcio, muita gente ainda remete à ideia de adquirir uma casa ou um carro – bens com valores agregados altos. Mas o que muitos não sabem é que o mercado hoje dispõe de cotas de consórcio para contratar serviços, como cirurgias estéticas e reparadoras.

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) apontam que o Brasil já se tornou o primeiro país que mais realiza cirurgias plásticas. Apenas no Estado de São Paulo, a média é de 50 mil cirurgias desse tipo por mês.

Para quem deseja realizar algum procedimento estético, uma boa saída é aderir ao consórcio, que funciona como uma poupança planejada e ajuda quem tem dificuldade de guardar dinheiro, sem comprometer muito a renda mensal. Além disso, ao ser contemplado, com o dinheiro em mãos, a pessoa pode negociar um desconto com a clínica e economizar ainda mais.

De acordo com a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), de janeiro a novembro de 2019, as vendas de novas cotas de serviços cresceram cerca de 11%, se comparado ao mesmo período do ano anterior. A procura por esse tipo de consórcio está tão grande que o UP Consórcios, fintech criada pela área de inovação da Embracon, espera um crescimento de 40% do segmento para 2020.

“A cota do consórcio de serviços é flexível e permite que a pessoa programe uma viagem bacana nas férias, realize a festa de casamento ou debutante, faça a reforma da casa, entre outras possibilidades. É uma opção vantajosa para realizar uma série de objetivos, desde que estes possam ser pagos com nota fiscal de serviços, requisito obrigatório para o pagamento com a carta de crédito”, explica Lorelay Lopes, Head de Negócios do UP Consórcios.

O UP é o único consórcio brasileiro a oferecer taxa zero até a contemplação e recompra garantida da carta contemplada. Também tem isenção da taxa de adesão e fundo reserva, e o crédito para a aquisição de serviços vai de R$ 15 mil a R$ 30 mil, com planos de 20 a 40 meses para planejar e concretizar o objetivo.

Confira abaixo, na simulação, as vantagens do consórcio de serviços do UP Consórcios em comparação à modalidade tradicional do consórcio:

CONSÓRCIO DE SERVIÇOS UP Consórcios | Taxa de administração após a contemplação = 0,45% aplicado sobre o valor total do crédito 

Exemplo de R$ 15.000,00 em 30 meses

> UP Consórcios contemplação no primeiro mês: 

1 x R$ 500,00 + 29 x R$ 567,50

TOTAL INVESTIDO: R$ 16.957,50, sendo R$ 1.957,50 de taxas

> UP Consórcios contemplação no décimo mês: 

10 x R$ 500,00 + 20 x R$ 567,50

TOTAL INVESTIDO: R$ 16.350,00, sendo R$ 1.350,00 de taxas

> UP Consórcios contemplação no décimo mês com oferta de lance R$ 3.000,00 (20% do valor do crédito) 

10 x R$ 500,00 + 14 x R$ 567,50

TOTAL INVESTIDO: R$ 15.945,00, sendo R$ 945,00 de taxas

Todo lance amortiza o saldo devedor, sem cobrança de taxas. O cliente também pode optar por diminuir o valor da parcela.

CONSÓRCIO DE SERVIÇOS TRADICIONAL = Média de taxa de adesão, fundo de reserva e administração = 23% aplicado sobre o valor total do crédito

Exemplo de R$ 15.000,00 em 30 meses

> Consórcio tradicional contemplação no primeiro mês: 

30 x R$ 615,00

TOTAL INVESTIDO: R$ 18.450, sendo R$ 3.450,00 de taxas

> Consórcio tradicional contemplação no décimo mês: 

30 x R$ 615,00

TOTAL INVESTIDO: R$ 18.450, sendo R$ 3.450,00 de taxas

> Consórcio tradicional contemplação no décimo mês com oferta de lance R$ 3.000,00 (20% do valor do crédito) 

25 x R$ 615,00

TOTAL INVESTIDO:  R$ 18.450, sendo R$ 3.450,00 de taxas

 

 

Ler Anterior

TSE aprova com ressalvas prestação de contas do PSD referente a 2014

Ler Próxima

Fiocruz dá treinamento para diagnóstico do novo coronavírus