•  terça-feira, 28 de setembro de 2021

Doceira triplica vendas na periferia de São Paulo durante a pandemia

As redes sociais foram as grandes aliadas da empresária. Ela faz questão de mostrar os bastidores da cozinha, responder os clientes e ainda ajuda a divulgar outros empreendedores da comunidade.

Uma doceira da periferia de São Paulo triplicou seu faturamento durante a pandemia. A empresária focou nas redes sociais e faz entregas por aplicativos de transporte pessoal.
Gabriela Oliveira começou a fazer bolo de pote durante o curso técnico de nutrição, em 2018. O doce era vendido no intervalo das aulas para ajudar a pagar o aprendizado.
A grande procura levou Gabriela a se formalizar e virar Microempreendedora Individual (MEI).
No começo da empresa, ela fazia os doces na casa da mãe. Um ano depois, com o dinheiro das encomendas, conseguiu construir uma cozinha de 15 metros quadrados para dar conta da demanda. Só que agora com a grande quantidade de pedido o lugar ficou pequeno de novo.
Diferente do que ocorreu em outros negócios, a pandemia ajudou a empresa da Gabriela a alavancar as vendas.
“As vendas triplicaram, de um jeito que eu não esperava. Às vezes eu trabalhava dia e noite pra dar conta da demanda”, conta.
Além dos bolos, ela faz doces e agora salgados. A novidade surgiu no ano passado, para compor o kit festa, muito pedido por clientes durante a pandemia.
As redes sociais foram a grande aliada da empresária. Ela faz questão de mostrar os bastidores da cozinha, responder a todos os clientes e ainda ajuda a divulgar outros empreendedores da comunidade.

“A gente sempre brinca que temos que girar o dinheiro em torno da nossa própria quebrada, então nós mesmos fazemos parceria com outros estabelecimentos, vamos divulgando nosso trabalho”, afirma.
Com 20 anos de idade, tanto empenho e determinação já permitem que Gabriela se sustente sozinha. Ela comemora o salto que teve no faturamento ano passado: R$ 3 mil por mês. E o faturamento continua agora. Para esse ano, o plano dela é crescer.
“A meta é aumentar nosso espaço e minha demanda de pedido para conseguir colocar outras pessoas para trabalhar comigo e ajudar e contribuir com outras pessoas. É sempre assim, um ajudando o outro, pra gente crescer junto”, diz.
Doce Ghetto Brigaderia
Rua Galiléia, 430 – Casa Verde Média
São Paulo – SP, CEP: 02530-000
Telefone: (11) 95938- 3136
E-mail: doceghetto@gmail.com
Facebook: Doce Ghetto Brigaderia
Instagram: @doceghetto

Por Luisa Sanches

Ler Anterior

Empresárias contam estratégias para vender mais no Dia das Mães

Ler Próxima

Fiocruz lança guia para mitigar impacto da covid em grupos vulneráveis